English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By tecnicoemagropecuaria.blogspot.com

Procure no blog o assunto

Para pesquisar um assunto de seu interesse aqui no no blog, digite uma palavra chave na tarja branca acima e clique em pesquisar.

17 de março de 2009

CTUR – Fazendinha Agroecológica



Foto ilustrativa de Folder: Alunos do Ctur na Fazendinha
Localizada no município de Seropédica (Estrada Rio São Paulo, Km 47) no Estado do Rio de Janeiro, a Fazendinha Agroecológica, inicialmente projetada em 1993 com 59 hectares, destinada ao exercício da agroecologia. O projeto criado envolvia parceira entre a EMBRAPA Agrobiologia, EMBRAPA Solos, UFRRJ e PESAGRO-RIO, a estratégia era procurar dar sustentabilidade e estabilização à atividade produtiva no meio rural, buscando a exploração racional das potencialidades locais.
Fundamentalmente, a idéia era buscar nesse projeto um espaço motivador de pesquisas e do exercício da agroecologia, as ações teriam, além da produção, um espaço amplo, que acumularia experiência de manejo do sistema orgânico com ações de pesquisas, ensinos e capacitação profissional, que estimularia estudantes de diversos níveis. Atualmente a Fazendinha Agroecologica ocupa 70 hectares, dividida em: área de preservação permanente, composta de horto florestal, área de manejo agroflorestal visando à produção de frutas; pastagem subdivida em piquetes; lavouras subdivididas em glebas de produções.
Todos esses informes são fáceis de serem adquiridos, bastam acessar a internet e buscar no Site: http://www.cnpab.embrapa.br/publicacoes/artigos/fazendinha.html, mais não se ver nenhum informe de atividades sobre o que realmente vem se fazendo por lá.
A UFRuralRJ tem um Colégio Técnico (CTUR), que dizem fazer parte dessa parceria, mais o que não se viu nesses últimos quatros anos, foram atividades que envolvessem alunos do CTUR em pesquisas ou projetos que pudessem melhor capacitar seus alunos no decorrer do Curso em Agropecuária Orgânica, além de aulas simples de conhecimento e andando a pé por mais de 3 km (indo e vindo) em direção a Fazendinha e sendo chamados de “calças arriadas”. No período 2005/2008 foi assim, logicamente, e sendo justo, muito se aprendeu nesse período, graças aos grandes esforços dos professores que ainda estão por lá, através do espaço físico que tem o CTUR, com seu campo agrostológico (com mais de 100 espécies de forrageiras), horta, casa de vegetação e um imenso pasto (pouco explorado), alguns animais e um posto de venda que alunos não participavam (e agora fechado, não se sabe por quê!), emboramente produzindo alguns produtos olerícolas.
Alegra-nos ver outra instituição envolvida em projetos de capacitação como divulgou no nosso blog em 23 de fevereiro de 2008:
Temos certeza que a nova Diretoria eleita do CTUR, não deixará além de melhor capacitar seus alunos em seu próprio espaço, e que a Fazendinha Agroecologica, não seja apenas um espaço para passeios cansativos, desinteressante e perda de tempo, como aconteceu com essa ultima gestão, que infelizmente estávamos lá, como alunos.